CMC: 90 anos de histórica tradição no Tiro Esportivo

CMC em Santa Luzia

Localizado em uma bela área cênica de 100 hectares em Santa Luzia, O Clube Mineiro dos Caçadores é uma das principais referências do Tiro Esportivo no Brasil.

Por Cezar Félix

Os 90 anos de existência do Clube Mineiro dos Caçadores não só confirma a força da tradição de um dos principais clubes de tiro esportivo do Brasil como também escreve importante parte da história de Belo Horizonte — refletida na saga dos imigrantes italianos que vieram para Minas Gerais trabalhar na continuidade da construção e no desenvolvimento da capital mineira, fundada em 12 de dezembro de 1897.

CMC -Referência de clube no tiro esportivo
Vista parcial das instalações do Clube Mineiro de Caçadores em Santa Luzia – MG

“A história de  fundação do CMC coincide e se confunde com a história da cidade de Belo Horizonte”, confirma o sítio oficial do Clube. “É que na década de 1910, o governo precisava contratar artífices (operários especializados em algumas atividades da construção civil) para trabalharem na nova capital mineira”, acrescenta.
Como os italianos eram (e ainda são) apaixonados pela caça e pelo Tiro Esportivo, “eles resolveram fundar um clube que lhes permitisse continuar praticando este esporte, o que culminou com a fundação do Clube Mineiro dos Caçadores em 1931, no bairro da Serra, aos pés da imponente Serra do Curral”, como descreve o site.
“Mais tarde juntaram-se aos italianos outros imigrantes europeus e, como não poderia deixar de ser, os próprios brasileiros”. Um outro fato histórico foi que os mesmos italianos fundadores do CMC também fundaram, em 1921, a Sociedade Esportiva Palestra Itália, que hoje é o Cruzeiro Esporte Clube, quatro vezes campeão brasileiro de futebol e hexacampeão da Copa do Brasil, dentre outros importantes títulos, como duas conquistas da Copa Libertadores da América.

Área de 100 hectares

De acordo com André Von Bentzeen Rodrigues, atual presidente do Clube Mineiro dos Caçadores, “na década de 1970, com o rápido crescimento da cidade, o clube precisou ser realocado e mudou-se, no ano de 1978, para o município de Santa Luzia, localizado na região metropolitana de Belo Horizonte, distante aproximadamente a 30 km de capital. 

CMC em Santa Luzia. Tiro Esportivo
Sala de Armas do CMC contém várias referências da história do clube.

Instalado em uma área de aproximadamente 100 hectares na zona rural da cidade histórica mineira, o projeto arquitetônico do CMC foi inspirado no clube de tiro esportivo de Munique, na Alemanha. “Acredito que seja o maior clube de tiro esportivo do Brasil em área e conta com uma das melhores infraestruturas para a prática de diversas modalidades de Tiro Esportivo, tanto de tiro ao prato, como de tiro à bala”, informa o presidente André Rodrigues. Em função da qualidade de sua infraestrutura, em 2016, o clube foi escolhido como local de treinamento e preparação para a equipe inglesa de tiro olímpico (Fossa Olímpica e Skeet Olímpico), visando a  participação dos atletas ingleses nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Uma das pedanas de tiro ao voo do CMC
As instalações do CMC foram utilizadas pela equipe de tiro inglesa para sua preparação para as Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Infraestrutura para grandes competições


Conforme enumera o presidente, o Clube Mineiro dos Caçadores conta com quatro pedanas para Tiro ao Prato (Fossa Olímpica, Skeet Olímpico, Skeet Americano, Trap, Compak e Sporting) e à Hélices (FAN32), pedanas estas que podem ser combinadas para uso em grandes competições. “Nos últimos 60 dias, tivemos três grandes provas nacionais com cerca de 80 participantes cada”, informa André Rodrigues. Para o tiro à bala, o clube conta com estandes cobertos de 25 metros (20 postos de tiro); 50 metros (30 postos de tiro); 100 metros (10 postos de tiro) e 300 metros (3 postos sentados e 4 deitados), além de estande fechado para ar comprimido. “Também possuímos  espaço para IPSC, e temos vários postos de tiro destinados ao Percurso de Caça, que é uma modalidade de tiro ao prato que mais tem atraído novos atiradores. O clube possui ainda três lagoas para a pesca esportiva”, acrescenta o presidente. 

Quer saber mais sobre as diferentes disciplinas de tiro ao voo esportivo? Click no link abaixo:

https://revistapedana.com/disciplinas-de-tiro-ao-voo/

Instalações de tiro a bala do CMC
Além das pedanas de tiro ao voo, o CMC possui diferentes instalações para as modalidades de tiro de precisão com bala.
CMC - Referência nacional no Tiro Esportivo
As várias pedanas do CMC podem ser rapidamente preparadas para provas de Compak e de FAN-32
Uma das lagoas existentes no CMC
O clube possui ainda três lagoas para a pesca esportiva”, acrescenta o presidente André.

O presidente André Von Bentzeen Rodrigues avalia como “fundamental” a importância do CMC para o tiro esportivo no Brasil, pois o clube sediado em Santa Luzia “significa a força de uma tradição que esteve perto de ser perdida no país”, afirma.  André segue argumentando que “durante esses 90 anos de história do CMC, o Brasil teve 17 presidentes e diversas políticas públicas que, ao longo dos anos, foram dificultando a prática do Tiro Esportivo”, lamenta ele. Porém, o presidente acrescenta que “hoje temos atiradores que fazem parte da terceira geração de sócios do clube que são da mesma família  — em alguns casos as três gerações ainda atiram juntas!”, festeja. “Tenho o privilégio de ter minha esposa e meus dois filhos atirando regularmente comigo no CMC! Esse é o espírito do clube, um ambiente tradicional em que se cultivam os valores da família e as amizades duradouras”, arremata.

Percurso de caça no CMC
Em uma área de 100 ha existem maravilhosos cenários para as provas de Percurso de Caça.

Projetos futuros

André Rodrigues aproveita para acrescentar que vê com muita satisfação o surgimento de novos clubes no país nos três anos mais recentes. “Precisamos dessa massa crítica para desenvolver e fortalecer o Tiro Esportivo no Brasil. É um esporte que já nos trouxe medalhas olímpicas e em campeonatos mundiais, além, é claro de ter a particularidade de permitir que mesmo atletas mais velhos participem de competições, em pé de igualdade, com atletas jovens. Isso gera uma troca muito saudável, já que são poucos os esportes que permitem isso”. 

CMC em Santa Luzia - MG
A confraternização. entre os atiradores é uma constantes nas agradáveis instalações do CMC.

Sobre os projetos futuros do CMC, André —que é associado desde 1988 —  destaca que “foi um grande privilégio ser ‘ungido’ para representar e tentar guiar o CMC nestes difíceis tempos”. O presidente acrescenta: “ressalto que até o momento não tivemos nenhum caso de transmissão de COVID internamente, sendo que estivemos fechados cerca de 90 dias desde o início da pandemia”.

Para o futuro próximo, conforme informa o presidente André, “estamos nos adequando a fim de estarmos aptos a fazer captação de recursos via Lei de Incentivo ao Esporte, o que realmente nos permitirá melhorar e ampliar ainda mais as pedanas de tiro ao prato e estandes de tiro à bala, procurando oferecer ‘escolinhas’ de tiro esportivo para agregarmos novos atiradores à Família CMC. Ele aproveita para informar que “nós já estamos planejando o clube que queremos ter quando chegar a hora da festa dos 100 anos do CMC”. “Desenvolvemos o Projeto CMC 100 anos, que nos guiará para chegarmos à idade centenária com saúde e vigor!”, finaliza ele, determinado e otimista.

CMC em Santa Luzia-MG
“Desenvolvemos o Projeto CMC 100 anos, que nos guiará para chegarmos à idade centenária com saúde e vigor!”, finaliza André Rodrigues.

Para saber mais a respeito do CMC, veja o sítio do. Clube na internet:

https://www.cmcbh.com.br/template.php?pagina=principal